NUTRIÇÃO ESPORTIVA

Quando se fala em nutrição esportiva logo vem a cabeça o uso de suplementos alimentares, mas surgem várias dúvidas: Como devemos utilizar estes produtos? Quem deve usar? Porque usar?Quais as quantidades?Qual melhor horário de utilização? Quais os malefícios? Quais os benefícios?

Para responder as todas essas perguntas é necessário analisar a composição da dieta do indivíduo, o seu objetivo, peso, altura, % de gordura corporal, tempo e intensidade do treino. Se possui alguma patologia como diabetes mellitus, hipertensão, etc. Não existe uma prescrição padrão para todas as pessoas, essa orientação deve ser individualizada.

Os suplementos alimentares trazem vários benefícios quando bem utilizado, entretanto, na maioria das vezes essa utilização é indiscriminada, o que pode levar a diversas consequências maléficas e comprometimento da saúde.

A seguir trago os suplementos mais utilizados por atletas, praticantes de atividade física e até mesmo por idoso com algum déficit nutricional:

Whey Protein: traduzindo para o português, é a proteína do soro do leite. O soro do leite é fonte protéica com maior valor biológico encontrada na natureza, mais rica e com maiores resultados. Ao contrário do que muitos pensam, a proteína do soro do leite, Whey Protein, é muito superior a proteínas extraídas da soja, simplesmente pelo fato da soja não possuir um valor biológico alto como o do soro do leite. A proteína é um macronutriente essencial para manutenção e crescimento da massa muscular do indivíduo

Maltodextrina: carboidrato extraído do milho, é o resultado da hidrólise do amido ou da fécula, normalmente se apresentando comercialmente na forma de pó branco, com ou sem sabor. Sendo que os carboidratos são as principais fontes de energia do nosso organismo (e as de recrutamento mais rápido), glicogênio muscular hepático, correspondendo à maior parte das calorias ingeridas pelo ser humano, numa dieta saudável, o carboidrato deve estar presente em torno de 60%, para que as proteínas não tenham que desviar-se de suas funções específicas, como construção dos tecidos musculares, para obtenção de energia.

WaxyMaize: extraído do amido de milho ceroso.  O amido constitui-se na principal forma de armazenamento de carboidratos nos vegetais. Essas espécie de amido possui características que o diferem dos outros, sendo constituído por 70% de amilopectina e 30% de amilose. Essa diferenciação possibilita sua quebra em diversos pontos ao mesmo tempo, facilitando a digestão e o fornecimento de energia muito mais rápido quando comparado a dextrose e a maltodextrina, sem provocar um pico de insulina tão alto. Ou seja, fornece energia de forma mais constante.


BCAA: são aminoácidos de cadeia ramificada, é formado por concentrações de 3 aminoácidos: valina, leucina e isoleucina, estes aminoácidos estão diretamenterelacionados aos processos anabólicos do metabolismo e à redução de fadiga central em exercícios.

Glutamina: é o aminoácido mais comum em nosso plasma e muito utilizado durante a atividade física. Este aminoácido é fonte energética para as células do sistema imunológico e as quedas da glutamina baixam a resistência contra infecções oportunistas. A glutamina possui um efeito anticatabolico (evita que o corpo realize a perca de massa muscular).

Vale ressaltar que a orientação de um nutricionista é fundamental, para a prescrição de suplementos alimentares, bem como a elaborar de uma dieta equilibrada, para se obter uma alimentação saudável e alcançar o objetivo desejado.